quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Quando o Figurino Antigo ainda vale hoje?

Vendo vários posts no Facebook, resolvi escrever sobre roupas antigas, figurinos antigos.


Não tenho nada contra o uso deste figurinos. Mas levando em conta a evolução da dança com a utilização de outras técnicas onde a dança tem mais curvas em seus desenho, usar uma roupa desta dificulta seu desenvolvimento. Já vai encarecer por conta das armações que necessita a roupa, por conta da quantidade de tecidos e por conta do pouquíssimo uso da mesma por se tratar de algo tão específico e temporal. Hoje em dia não se usa mais estas roupas porque são difíceis de preservar, de guardar e de manter sempre bem passadas. A não ser que a bailaora tenha muito dinheiro para investir e usar uma ou duas vezes em sua vida toda. Fora o fato de pesar muito fazendo com que a bailkaora use somente os movimentos básicos da bata de cola.

O fato de MODERNIZAR vários aspéctos de um figurino flamenco é por conta da tecnologia dos tecidos, por conta da dança já evoluída e por conta da modelagem mais apropriada para as danças de hoje. A flexibilidade dos tecidos hoje vem para confortar quem dança e facilitar a dança em si. Além é claro, de evitar aquelas rugas dos tecidos planos que enfeiam a bailaora; principalmente se ela for do tipo grande bailaora... muito comum nos dias de hoje.Sempre que vemos fotos antigas pela internet destas roupas lindas, nunca prestam a atenção nas modelos AFILADAS e do tipo EXPORTAÇÃO, ou seja, magras onde o figurino fica uma beleza!


Prova disso está nas bailaoras antigas e vivas que seguiram as novas tendências e também se atualizaram... Merché Esmeralda, Manuela Carrasco, Cristina Hoyos, Blanca del Rey e tantas outras... se elas evoluiram e acharam melhor, por quê não seguir o exemplo das Maestras?

Então façam suas escolhas...

Como "batero", faço aquilo que a cliente pede.