terça-feira, 24 de novembro de 2015

Estabilidade na bata-de-cola

Consta por algumas bailaoras que qualquer bata de cola é possivel de ser usada para dançar. Mas é quase unânime que uma tradicional que dê estabilidade e caia "planchada al suelo" é a melhor mesmo.
Vera Alejandra com uma de minhas batas
em Oxford e forro de nylon amassado

Em consecutivos testes para o forro, a parte de baixo que leva o suporte da bata, os tecidos como microfibra e similares a deixam muito pesada e de dificil manuseio.

Feita com lona, nem pensar... testei e reprovei.

Seguindo testes, o melhor produto nacional que encontrei foi um material para confeccionar mochila escolares. Com boa resistência a abrasão, lavável e com uma gama de cores boa, este material sintético dá bom suporte a bata, mas ainda assim a deixa um pouco mais pesada que o cancan para algumas evoluções que exigirá um pouco mais de esforço na hora de executar. Ainda assim é o material mais apropriado em termos de custo/benefício como forro nacional.

Em jackard brocado

Vendo as batas de perto das bailaoras espanholas e as de vídeo, sem sombra de dúvida é a tarlatana de nylon (muitos conhecem como cancan) o que melhor serve para suporte da bata ou o papele, mais leve ainda que o cancan.

Este material a deixa armada e, em especial, muito leve. Isso viabiliza brincar com ela nos movimentos mais elaborados.
Tarlatana

Somente trazendo da Espanha se consegue o forro que possui uma extensa tabela de cores a gosto do freguês.

A única coisa ruim é que a importação deste material encarece demais o preço final. Minhas batas levam todo o material nacional e já foram aprovadas por algumas profissionais daqui e do exterior. Ainda mais por uma confecção de batas em Sevilla com quem mantenho constante contato.

Mas não basta somente o "forro" ser bom. Se a modelagem não seguir os parâmetros, será um péssimo investimento para quem quer dançar com bata de cola.

Não se precisa saber costurar, mas a professora precisa entender como a modelagem pode interferir. E tem muita gente ensinando "jogar"  a bata sem nunca ter feito nem mesmo um workshop.

Meus estudos com bata começaram nos anos 90 com Theo Dantes...

Mas de certo se não receber orientações adequadas para comprar uma bata razoável para estudos, terá problemas com o mal suporte da cola, com o peso excessivo por conta do tecido e forração ou mesmo a falta de forro na cola. Isso pode fazer com que pise constantemente nela, que leve tombos e que a faça a cola ficar torcida ou toda amontoada com a falta do forro.

E nestas situações o barato acaba ficando caro...

Pense nisso.