quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Angustiante Honestidade

Está cada vez mais difícil lidar com integridade associada a honestidade.

Nos dias atuais, o que vemos como resultado de anos de hipocrisia na política, se retrata no cotidiano com as pessoas sendo irônicas, demagogas e com sua árdua inteligência enganando os novatos aprendizes.

A sensação do isolamento pode ser boa ou ruim dependendo do ponto de vista, pois existem muitas pessoas (o que não é meu caso) que se rendem a situações das quais reclamam e contestam tapando o sol com a peneira para simplesmente não ficarem de fora.

Resistências à parte, não existe problema quando as intempéries alheias não intervém no seu dia a dia, mas é intragável quando sequer está  no meio da hipocrisia e ainda assim ser alvo de futricos e fuxicos. 

Se incomoda? Só quando algum ser iluminado resolve literalmente "pagar pra ver"; o que é raro pelo comodismo de já vir pronto os pensamentos alheios, e lhe traz o falatório dessa gente.

Que toda história tem dois lados isso é fato, mas que é fato que quase ninguém quer saber do outro lado.

Como agir? Essa é a hora do silêncio e deixar que o arbítrio e a capacidade de refletir de cada um se expresse em sua total razão na ação do tempo.

Se sou absoluto? Óbvio que não, mas com certeza não faço novamente aquilo que concluí ser errado.

Então sou honesto e transparente... em muitos setores da vida não existe meio termo porque ou se é honesto ou não.

Eu sou.

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Mercado: Lei da Oferta e da Procura

Complicado lidar com as inovações quando elas ampliam e são usadas para mascarar as coisas boas.

Diante das inovações, a dança também evolui e usufrui das novidades e da tecnologia.

É fato que a ilusão da exposição muito produzida pode mascarar a realidade. As fotos são lindas, os efeitos maravilhosos e nem sempre o produto corresponde ao anunciado.

O caro pode ser mais caro ainda por não poder sequer tirar proveito do que comprou e o muito barato pode gerar desconfiança.

"Quando a esmola é fácil, até o mendigo desconfia" já diz um dito popular.

A ingenuidade aliada ao fascínio também aumenta e ajuda a não enxergar o que realmente se precisa.

E mais, não estar em exposição, ou na mídia, não significa estar fora ou não existir. Apenas não se encontra no meio comum, onde a ilusão é menos perceptível.

Tire prova daquilo que não tem conhecimento, ouça o outro lado e nunca fique com opinião de mão única. Somente desta forma poderá ter a certeza daquilo que escolheu.

Fácil falar do outro sem conhecê-lo, não é mesmo?

E pelo que parece, é difícil ou preguiçoso demais pensar e refletir para depois escolher...

Então fica a pergunta, você sempre escutou os dois lados, provou daquilo que dizem os outros serem ruim?

Pare, pense, reflita e escolha!