sexta-feira, 18 de maio de 2018

Amigo internauta?

amigo internauta
A moda dos últimos anos é estar conectado à internet ou, como se diz por aí, ser um internauta.

O que ninguém explica é que ali há uma armadilha que sempre existiu, porém camuflada em alguns perfis dito "fake", do inglês que significa "falso".

A possibilidade de extrapolar as fronteiras físicas faz da internet uma grande viagem e abre portas para conexões, até então, inimagináveis.

O perverso nisso tudo é que, infelizmente, existem pessoas com mau caráter e que se intrometem ou mesmo seduzem outras de bom caráter a se envolverem em suas redes de intrigas. Com isso, achamos que estamos conquistando um novo amigo o qual muitas vezes até lhe confiamos intimidades.

Apenas chamo a reflexão... será mesmo totalmente confiável arranjar amigos assim? 

Eu mesmo respondo. Não é confiável, mas também não é impossível. O importante é ter critérios para se permitir tais aproximações. Mas, ainda assim, prefiro aqueles que conheço pessoalmente.

Não descarto os que conheci na web e fico de olho neles sim! Cansei de conversar pelos recurso do messenger e similares e depois encontrar no perfil dos mesmos tudo ao contrário do que foi conversado. Pior fica quando você tem o contato real, conversa e troca muitas idéias, encontra formas similares de pensar e agir, e depois na web ela se transforma em outra pessoa.

Aí eu pergunto, qual é a verdadeira? É como a brincadeira da Expectativa e da Realidade.

Faça você suas descobertas porque eu já aprendi como fazer... e acabei cortando uma leva de mais de DUAS MIL pessoas por causa disso.

Tomem cuidado!

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Quadrinhos da Nova Mulher Maravilha

Já reconheço e aceito que, para sobreviver, a editora DC Comics reeditou e reinventou a história de diversos heróis clássicos para que houvesse estímulo nas vendas e pudessem eles, os heróis, adentrarem ao novo contexto de seus seguidores permeados pelas inovações tecnológicas.

uma das novas versões
Os que me cercam bem sabem da minha admiração e paixonite pela Mulher Maravilha. A sigo desde que a conheci. Tive muitos quadrinhos os quais revendi (e me arrependo muito disso) quando não mais houve novas histórias da clássica e até comprei os três boxes com o seriado clássico da tv dos anos 80.

Ela, assim como os outros, renasceu e teve sua história modificada nos quadrinhos e ganhou sua versão cinematográfica depois de muitas décadas sem nada sobre ela, haja vista que todos os principais heróis tiveram inúmeras versões.

Já fiz outras menções sobre este fato de minha amada heroína aqui. Basta ver em artigos anteriores.

Estes dias precisei trocar uma nota de cinquenta reais para poder pagar minha passagem e optei por comprar um exemplar novo dela. Qual foi a minha surpresa ao ver que, mais uma vez, era outra Mulher Maravilha com outro uniforme lembrando a do cinema, mas com os mesmos poderes?

Já foi difícil aceitar a mudança cinematográfica com suas adaptações e novo perfil físico. Gostei, respeitei e entendi a necessidade da modificação. Porém, para mim, algumas referências se perderam em seu renascimento nos quadrinhos. Falta saber como ela se transforma na heroína, o fato de manter uma relação amorosa com seu Steve Trevor nos quadrinhos entra em choque com o fato destas amazonas, a dos quadrinhos, serem virgens, o fato de seu nome de batismo ser uado diante dos seres humanos "normais" (assim como os outros heróis em algumas edições que já folheei na banca), e por aí vão outros tantos questionamentos.

versão clássica
Não gostei. E prefiro a clássica que tive no passado. Os outros heróis mantiveram suas origens como no princípio, apenas mudando o visual. E isso achei muito legal. Com tanto poder que ela tinha por conta do cinturão mágico, ficou difícil entender o uniforme. Isso não tem muito que discutir, pois seu uniforme tinha significado em tudo. As cores usadas, a águia no peito, o diadema especial (muito boa a saída cinematográfica), o cinturão das amazonas, os braceletes (sem explicação no cinema) e o único a se manter quase intacto, como na versão original, foi o laço da verdade, conhecido nos quadrinhos como o laço de Héstia.  

Enfim, questão de sobrevivência da DC Comics...será? E os fãs, aonde ficam?
Divididos...
Mas como eu disse no outro artigo, são duas atrizes, duas heroínas e uma só Mulher Maravilha.