sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

2016...legados



2016 foi um ano duro e repleto de notícias densas no universo da política e da economia de meu pais e do aumento das decepções.

Mas tenho sim alguns fatos muito importantes pra mim. As máximas do bom caráter, da honestidade de poucos e da confiança em minhas idéias.

Me aproximei de algumas pessoas das quais não preciso mencionar por elas se reconhecerem neste texto. Basta apenas escutar, refletir, dialogar e encontrar uma saída racional e de interesse mútuo, sem afogar as necesidades alheias, sem prejudicar o semelhante e nem se valer de fraquezas alheias para estar bem.

Encontrei letradas pessoas e pessoas letradas que me mostraram ser experientes e vividas e me sugerem apenas coisas boas me ajudando no polimento daquilo que ainda não me brilha. Elas sabem quem são e aqui estão representadas!

Reafirmei o quão honesto e verdadeiro eu sou, doa a quem doer. Mas que no fundo só me doeu mesmo saber que usaram da minha honestidade para se aprimorarem...pelo menos pra isso tive utilidade!

Nunca a omissão foi tão amarga e presente como neste ano. Mas levarei para o lado bom, pois estas pessoas não quiseram trocar idéias, não quiseram me falar de seus afastamentos talvez para me protegerem de algo que me machucaria. Ou mesmo por não terem o que procuro... honestidade.

Aliás, verdade só machuca a quem tem medo dela. Portanto, a mim poderia apenas causar alguns arranhões... medida exata das decepções.

2016 me trouxe a confiança de meus atos, de minha generosidade e de minha nada humilde modéstia.

Escutar de quem me criou sobre o orgulho que tem por ser quem sou, não tem preço! O maior presente do ano!

A selva da vida tem armadilhas, tem animais ferozes e traiçoeiros. Mas tem também o perfume e as alegres plantas que trazem o ar puro e a beleza das flores que me enriquecem e faz valer o sacrifício.

Então colhi sim, muita pureza de essência, da mais selvagem e intacta emoção da verdade, da honra e da justiça. 2016 encontrei alguns heróis disfarçados de anjos. Lola se foi por terminar sua missão e me mostrou o quanto vale a pena amor puro e sem cobranças... Apenas sentir, doar e receber.

Legados que preencheram algumas lacunas e deixaram em caixa alta algumas escritas que já tinha feito em outras épocas. Experiências da vida que se repetem...



Virei a página...

Chegou 2017 com os aprendizados de 2016!