domingo, 13 de abril de 2014

Santa Sara, a Kali? E Kali, a Deusa Indiana? Breve questionamento


Sobre todos os mitos e as lendas de ciganos não existe nenhuma maior que envolva a devoção a Santa Sara.
Para a maioria de ciganos e gadjos (não ciganos) ela so surge aqui no Brasil como a "santa dos ciganos" apos a novela Explode Coração com tematica cigana. Ali aparece a primeira menção desta santa e a partir dai surgiu uma febre por "não ciganos" e ciganos, com todo o meu respeito.

As matérias deste post foram retiradas da internet; portanto podem existir fatos que não condigam com a realidade dos ciganos e dos admiradores de Kali. Apenas estimulo a todos a pesquisar e refletir...

Então quem foi Santa Sara, a Kali?
(WIKIPEDIA)
http://www.pt.wikipedia.org/wiki/Santa_Sara_Kali

O seu nome, tal como o de Sara no Antigo Testamento, pode ser um nome hebraico que indica uma mulher de alta sociedade, que algumas vezes é traduzido como “princesa” e outras “senhora”. Já o epíteto Kali deve significar "negra", da língua indiana sânscrito, pela sua tez ser escura. Seu culto se liga ao das Virgens Negras.

As lendas a identificam como a serva de uma das três mulheres de nome Maria que estavam presentes à crucificação de Jesus.

Algumas falam que ela seria serva e parteira auxiliar de Maria, e que Jesus, por esta tê-lo trazido ao mundo, teria uma alta estima por ela. Outras, que era serva de Maria Madalena. Seu centro de culto é a cidade de Saintes-Maries-de-la-Mer, na França, onde ela teria chegado junto com Maria Jacobina, irmã de Maria, mãe de Jesus, Maria Salomé, mãe dos apóstolos Tiago e João, Maria Madalena, Marta, Lázaro e Maxíminio. Eles teriam sido jogados no mar em um barco sem remos nem provisões, e Sara teria rezado e prometido que se chegassem a salvo em algum lugar ela passaria o resto de seus dias com a cabeça coberta por um lenço. Eles depois disso chegaram a Saintes-Maries, onde algumas lendas dizem, foram amparadas por um grupo de ciganos. A imagem de Santa Sara fica na cripta da igreja de Saint Michel, onde estariam depositados seus ossos.


Fontes variam: se sua canonização consta de 1712, ou se é uma santa regional. Sua festa é celebrada nos dias 24 e 25 de maio, reunindo ciganos de todo o mundo.
Sua imagem é coberta de lenços, sendo ela uma protetora da maternidade. Mulheres (romi) que não conseguem engravidar e mulheres que pedem por um bom parto, ao terem seus pedidos atendidos, depositam aos seus pés um lenço (diklô). Centenas de lenços se acumulam aos seus pés.

As pessoas fazem todo tipo de pedido para Santa Sara, por sua fama de atender todos os que depositam verdadeira fé nela. Santa Sara é a santa dos desesperados, dos ofendidos e dos desamparados.

"Nômades" naquela epoca era o que mais existia! Foi facil associar a Sara, a escrava egipcia de origem nômade, aos ciganos de hoje.

Vale ressaltar que os ciganos absorvem a cultura local, inclusive a devoção local. Muitos ciganos ainda sequer conhecem esta Santa Sara e adoram santos e deuses locais como aqui no Brasil. São Jorge, N.S.Conceição, Aparecida, Santo Antonio e segue de acordo com a região. E na Espanha... Macarena, Rocio e tantas outras locais








E Kali, da India?

Etimologia
"Cali" vem do sânscrito Kālī, काली (que significa, literalmente, "A Negra").

(WIKIPEDIA) http://www.pt.wikipedia.org/wiki/Kali

É a verdadeira representação da natureza e é também considerada, por muitas pessoas, a essência de tudo o que é realidade e a fonte da existência do ser. Deusa da morte e da sexualidade, é a "esposa" do deus Shiva em algumas culturas. Já segundo os Vedas, Shiva é transformado em Kali, que seria um de seus lados, para trazer o fim. Segundo o tantrismo, é a divina "mãe" ou pai do universo, destruidor(a) de toda a maldade. É representada(o) como uma mulher exuberante, em uma parte da Índia; em outra, como homem de pele escura, que traz um colar de crânios em volta do pescoço e uma saia de braços decepados — expressando, assim, a implacabilidade da morte. A lenda conta que, numa luta entre Durga e o demônio Raktabija, este aterrorizou Durga com um diabólico feitiço: cada gota de seu sangue se transformava em um demônio. Durga e Shiva, ao tentar matar os vários demônios que surgiam de cada gota de sangue, cortavam a cabeça (e, daí, nasciam mais e mais demônios). Já em desespero, surge Kali, que cortava as cabeças e lambia o sangue (daí, a representação tradicional sua com o colar de cabeças, a adaga e a língua de fora). Assim, dizimou os demônios de Raktabija.

Mas Kali não é uma deusa ou deus do mal, pois, na verdade, o seu papel de ceifadora de vidas é absolutamente indispensável para a manutenção do mundo. Os devotos são, supostamente, recompensados com poderes paranormais e com uma morte sem sofrimentos. É, também, uma das formas da deusa Parvati, esposa de Shiva. É coberta de cobras no seu corpo em vez de roupas, e tem um colar dos crânios dos seus filhos.

A figura da deusa tem quatro braços, pele azul, os olhos ferozmente arregalados, os cabelos revoltos, a língua pendente, os lábios tintos de hena e bétele. No pescoço, traz um colar de cabeças humanas (símbolo da reencarnação), e, nos flancos, uma faixa de mãos decepadas. Sempre é representada em pé sobre o corpo caído do esposo Shiva.


Apesar da aparência de malvada, Kali mostra o lado escuro da mulher ou do transgênero e a verdadeira força feminina. Kali é venerada na Índia como uma mãe pelos seus devotos e devotas, que esperam, dela, uma morte sem dor ou aflição e a libertação do ciclo de reencarnações. Acredita-se que assombre locais de cremação.

Refletindo então...
A possivel origem deste povo parece estar diretamente ligada na India mesmo,  por conta de sua lingua possuir derivados do sânscrito antigo; encontrado somente no antigo Punjab, na India.

A palavra "kali" apos o nome de Sara serve apenas para designar a cor de sua pele conforme a etmologia nos ensina.

Independente de credos, mitos e lendas não existe nenhuma reação comprovada entre Santa Sara Kali, a santa de uma parte ciganos, e Kali, a deusa Indiana.

FONTES:
Wikipedia https://pt.wikipedia.org/wiki/Wikip%C3%A9dia:P%C3%A1gina_principal
Google https://www.google.com.br/
Embaixada Cigana  http://www.embaixadacigana.com.br
livros:
"Os Misterios de Santa Sara, O retorno da Deusa pelas mãos dos Ciganos", de Sybila Rudana
"Ciganos, Rom, um povo sem Fronteiras", de Nelson Pires Filho
"Povo Cigano", "Os Ciganos ainda estão na Estrada" e "Lendas e Historias ciganas" de Cristina da Costa Pereira
"Ciganos, Antologia de ensaios", de Atico Vilas Boas da Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mantenha contatos comigo deixando aqui seus comentários e seus contatos.